SPtrans Estudante – Bilhete único, como funciona

O SPtrans é o sistema de transporte coletivo da cidade de São Paulo na qual movimenta  milhões de passageiros por dia útil.

SPtrans Estudante

Através do bilhete único o estudante pode utilizar o transporte no ônibus, micro-ônibus, nos trens do Metrô e da CPTM, e nos terminais e estações de transferência do Expresso Tiradentes, pagando somente 50% do valor da tarifa.

Os estudante que irão utilizar o Bilhete único escolar precisam fazer a solicitação do benefício no site da SPTrans (http://estudante.sptrans.com.br/).

Os estudantes que são cadastradas tem a ferramenta online que permite verificar diversas informações como o status de sua solicitação. Na página também é possível saber se o boleto já foi pago e o tipo de cota.

Através deste benefício somente com o número do seu RG ou CPF é possível acompanhar a situação.

Como conseguir bilhete único

Para ter o bilhete de passe livre, é preciso pagar o boleto com a taxa anual de validação do Bilhete Único de Estudante e ter o cartão em mãos, já para os alunos do ensino superior basta preencher um formulário de auto declaração de renda, disponível no site da SPTrans.

Cadastro

O cadastro pode ser feito na página da SPTrans, acesse:

https://scapub.sbe.sptrans.com.br/sa/acessoPublico/index.action

Regras para o passe livre

Conforme regulamentação é preciso ter uma limitação de renda familiar per capita que vale como a auto declaração do estudante, feita no portal SPTrans.

Já para os alunos que usam o ônibus cinco dias por semana, é possível ter uma cota diária de oito embarques de ônibus em 24 horas. Diante disso é possível fazer o trajeto usando mais de um ônibus, desde que não ultrapasse 192 no mês inteiro.

Diante disso, as cotas são definidas conforme o dia de aulas para o aluno e não são cumulativas, caso não seja utilizada fica acumulado para o outro mês.

Direito a cotas gratuitas

Estudantes que cursem o ensino fundamental e médio nas redes públicas de ensino municipal, estadual ou federal.

​Estudantes que cursem o ensino superior das redes públicas estaduais ou federal, que possuam renda familiar per capita inferior a 1,5 salários mínimo nacional.

Alunos que cursem o ensino superior em estabelecimentos privados desde que sejam:

  • Bolsistas do programa Prouni – Programa Universidade para Todos;
  • Financiados pelo Fies – Programa de Financiamento Estudantil;
  • Integrantes do Programa Bolsa Universidade (Programa Escola da Família), que possuam renda familiar per capita inferior a 1,5 salários mínimo nacional.
  • Abrangidos por programas governamentais de cotas sociais, que possuam renda familiar per capita inferior a 1,5 salários mínimo nacional.

Os estudantes que se encaixam devem enviar os dados da matrícula para a SPTrans.

Cotas gratuitas

Para quem estuda o mês todo será creditado 24 cotas diárias no seu cartão, dando o direito a utilizar até oito ônibus, livremente, durante todo o dia.

O cartão do bilhete único gratuito deve ser utilizado somente pelos estudantes, portanto, o uso exclusivo é de seu titular. Caso acabar as costas, serão cobrados os valores normais do transporte público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *